Laboratório de Psicologia Ambiental
  • Defesas de mestrado e doutorado na área de desastres socioambientais

    Publicado em 19/04/2018 às 13:37

    No dia 20 de Março ocorreram duas bancas de defesa, uma de mestrado e outra de doutorado. No período matutino a pós-graduanda Loredana Amaral Marzocchella obteve o título de mestre em Psicologia por meio da pesquisa “Entre o real e o imaginário: a percepção de risco de desastre socioambiental na perspectiva da criança.” Compunham a banca Drª Eveline Favero e Drª Maíra Longhinotti Felippe. Essa dissertação teve orientação da professora Drª Ariane Kuhnen. Esta pesquisa evidenciou a importância de dar voz à criança, tendo em vista que elas são potenciais agentes de mudança na prevenção de desastres e podem ser agentes ativos na comunicação de riscos. Com os resultados dessa pesquisa é possível fortalecer e embasar atividades promovidas por programas já existentes, porém ainda em processo de desenvolvimento, como é o caso do Programa Educacional da Defesa Civil nas Escolas, desenvolvido pela Secretaria Nacional de Defesa Civil (SEDEC).

     

     

    No período vespertino a mestre Roberta Borghetti Alves obteve o título de doutora em Psicologia por meio da tese “Escala de Apego à Moradia em áreas de risco: construção e evidências de validade e precisão”.  Compunham a banca Dr.º Carlos Henrique Nunes, Dr.ª Maíra Longhinotti Felippe e Dr.ª Eveline Favero. Esta tese teve orientação da Dr.ª Ariane Kuhnen e contou com a coorientação do Dr.º Roberto Moraes Cruz. A construção desta escala poderá nortear as ações da Defesa Civil para a mitigação para redução de riscos de desastres, assim como evidenciará que a população reside, muitas vezes, em área de risco devido a criação de vínculos com o lugar.

     


  • Curso de Psicologia Ambiental em Instituições para a Comunidade Universitária

    Publicado em 18/04/2018 às 18:39

    Ofereceremos um curso com o total de 18 horas, englobando uma Introdução à Psicologia Ambiental com os principais conceitos, apresentação dos métodos de pesquisa e aplicação, com ênfase na promoção de bem-estar no espaço universitário.

    A edição é oferecida para alunos, professores, servidores e técnicos-administrativos da universidade. O curso será nas sextas-feiras, das 13h30 às 16h30. São 18 horas no total, divididas em seis encontros, de 25/05 a 29/06 de 2018, na sala 321 do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH).

    O curso é gratuito e haverá emissão de certificados para os participantes.
    Inscrições podem ser feitas clicando neste link.

    As vagas são limitadas!

     


  • Curso no Hospital Infantil Joana de Gusmão 

    Publicado em 29/01/2018 às 16:33

    Entre os dias 31/10 e 05/12, a equipe do Laboratório de Psicologia Ambiental realizou, no Hospital Infantil Joana de Gusmão, o primeiro Módulo do curso Psicologia ambiental e bem-estar no espaço hospitalar.

    O curso foi oferecido na modalidade de atividade de extensão, gratuitamente, e contou com a participação de profissionais de diversas áreas da saúde e setores do hospital.

    Com o objetivo de proporcionar aos colaboradores do hospital conhecimento acerca da Psicologia Ambiental com ênfase na promoção de bem-estar no ambiente hospitalar; fornecer subsídios à prática do profissional para a melhoria dos serviços prestados tendo por foco a interação pessoa e ambiente físico e possibilitar aos servidores um processo de reflexão crítica acerca das intervenções de melhorias possíveis no espaço hospitalar, o curso parte em 2018 para o segundo módulo, que visa o desenvolvimento e projetos de intervenção pelos participantes.

    Foram ministrantes do curso a Pós-doutoranda Maíra Longhinotti Felippe; as mestrandas Denise Silvestrin e Loredana Amaral Marzocchella e a graduanda Marcela Albuquerque Rubio.


  • Qualificação do projeto de Tese: “As pessoas não trabalham no vazio: preditores de apego ao lugar de trabalho”

    Publicado em 29/01/2018 às 16:29

    A Doutoranda Mariana Neumann qualificou no dia 14 de dezembro de 2017 o projeto de tese “As pessoas não trabalham no vazio: preditores de apego ao lugar de trabalho”, orientada pela Prof. Dra. Ariane Kuhnen (à esquerda na foto).

     

    Fizeram parte da banca a Dra. Maíra Longhinotti Felippe (à direita da foto),  a Dra. Suzana Da Rosa Tolfo (à esquerda da foto) e o Dr. Giancarlo Gomes – membro externo.


  • Qualificação do projeto de Dissertação: “O vínculo das pessoas em situação de rua com o Centro da Cidade de Florianópolis”

    Publicado em 29/01/2018 às 16:22
    A mestranda Denise Silvestrin qualificou no dia 01 de novembro de 2017, o projeto de dissertação “O vínculo das pessoas em situação de rua com o Centro de Florianópolis”, orientada pela Prof. Dra. Ariane Kuhnen.

    Fizeram parte da banca a Dra. Alícia Norma Gonzalez de Castells – PPGAS e a Dra. Daniela Ribeiro Schneider – PPGP da PPGP/UFSC.

  • Qualificação do projeto de Dissertação: O cansaço da atenção: contribuições dos elementos naturais e construídos na restauração da atenção de crianças em idade escolar”

    Publicado em 29/01/2018 às 16:16

    A mestranda Natanna Taynara Schütz qualificou no dia 01 de novembro de 2017, o projeto de dissertação “O cansaço da atenção: contribuições dos elementos naturais e construídos na restauração da atenção de crianças em idade escolar”, orientada pela Prof. Dra. Ariane Kuhnen (à esquerda na foto).

    Fizeram parte da banca a Dra. Maíra Longhinotti Felippe (à direita da foto) e a Dra. Carolina Baptista Menezes (à esquerda da foto) da PPGP/UFSC.


  • Equipe Natureza Nossa em ação

    Publicado em 29/10/2017 às 15:15

    Este último sábado a atividade no Parque do Córrego Grande foi especial!

    A equipe Natureza Nossa, junto com a Atlética da Engenharia Sanitária e Ambiental da UFSC, realizou a Caça aos Tesouros com as crianças da Casa Lar Emaús.
    Teve atividade no parque, construção de figuras com elementos da natureza, desenho, lanche, mudas de plantinhas e até saguis, nossos convidados especiais.

    Dá só uma conferida 🍀


  • Relação pessoa e ambiente: técnicas de pesquisa e intervenção

    Publicado em 25/10/2017 às 16:34

    No dia 20 de outubro, os membros do Lapam ministraram o minicurso “Relação pessoa e ambiente: técnicas de pesquisa e intervenção”, na SEPEX –  Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC.

    O curso teve como foco instrumentalizar os participantes com técnicas  de produção de dados, utilizadas em Psicologia Ambiental, através de didática expositiva, seguida de práticas vivenciais.

    As técnicas que foram apresentadas podem ser utilizadas tanto em âmbito acadêmico, em pesquisas,  quanto em âmbito profissional, em consultorias e intervenções.

     


  • E aí, vamos nos desafiar?

    Publicado em 31/08/2017 às 12:38

    A equipe do Natureza Nossa preparou um desafio muito especial para você encarar o mês de setembro de um jeito mais divertido e com potencial para grandes transformações através de pequenas atitudes.

    São 30 desafios, um para cada dia do mês, que convidam a quem quiser participar a repensar um pouco sobre o seu cotidiano e sobre sua relação com o meio ambiente.

    As propostas são todas muito simples e não exigem investimentos de dinheiro ou horários rígidos, apenas da sua criatividade e do tempo que você puder oferecer. Para quem quiser brincar de se desafiar conosco do Laboratório de Psicologia Ambiental (LAPAM), convidamos também a compartilhar suas experiências, reflexões e tudo o que lhe for interessante.

    Os desafios serão lançados em nossa fanpage, que você pode acessar clicando aqui.

    Pode comentar nas fotos, fazer publicações usando as hashtags #NaturezaNossa, #DesafioDos30Dias e #SetembroConsciente ou o que você desejar, o importante para nós é saber como ter um momento para repensar nossos hábitos e atitudes pode impactar na sua relação com o meio ambiente.

    E aí, vamos nos desafiar?

     


  • O que você acha de fazer algo na natureza todo dia durante um mês?

    Publicado em 03/08/2017 às 11:10

    Esse foi o desafio que esta ONG do Reino Unido propôs. Seja observar uma formiga trabalhando e levando comida para seu formigueiro, tirar fotos de pássaros ou simplesmente passear em um bosque ou parque, qualquer ação que seja na natureza está valendo.
    Segundo este artigo, estamos cada vez mais desconectados com o mundo natural. Sabia que isso tem influência direta na nossa saúde? O que pode aumentar taxas de problemas como obesidade, diabetes, doenças do coração e depressão. Por isso a importância de utilizar os espaços verdes das cidades, pois esse contato pode prevenir que sintomas de doenças se desenvolvam, assim como aumentar confiança em si mesmo e habilidade de concentração!
    Quanto mais tempo na natureza, mais felizes e saudáveis nos sentimos e baseado nessa experiência, a equipe da Natureza Nossa esta preparando muitas coisas por ai! Fiquem ligados!

    Confira a matéria completa clicando aqui!